Não estou onde você está

video
Vídeo em processo de edição.
Trabalho desenvolvido no edifício Sampaio Moreira, típico edifício art-deco de 1920, hoje tombado pelo Patrimônio histórico da cidade de São Paulo.
O vídeo é uma ficção, um dialogo voyer que através de uma câmera e um take único, pequenos atos performativos compõe uma atmosfera, um clima, um ritmo, um fluxo...  
O encontro do presente com o passado, a experiência do corpo em relação ao espaço demarcado,  uma suspensão de tempo e uma impossibilidade de relação. Um desajuste de procura e deslocamento.